O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta quarta-feira (13) esperar que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorize o uso emergencial da vacina Coronavac, no próximo domingo (17), por uma questão humanitária. Ele afirmou que o imunizante deve ser disponibilizado imediatamente após a aprovação.

A afirmação foi feita durante entrevista coletiva, no Palácio dos Bandeirantes, para tratar sobre medidas de combate ao coronavírus.

 

Foto: Reprodução/Twitter

 

No domingo, haverá uma reunião para avaliação das vacinas na Anvisa, onde deverá ser decidido se haverá liberação dos imunizantes em caráter emergencial.

“A vacina do Butantan atende plenamente. E atendendo plenamente ela deve ser colocada imediatamente após a aprovação da Anvisa para a vacinação dos brasileiros”, disse ao se referir à eficácia geral da imunizante anunciada nesta terça-feira (12), de 50,83%.

“Aproveito para dizer aqui para desejar, esperar que a Anvisa cumpra o seu dever científico, mas cumpra também seu dever humanitário no próximo domingo. E libere as duas vacinas, a vacina da Astrazeneca e a vacina do Butantan”, disse.