Foto: Agência Senado

 

Boletim divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesa) confirmou, nesta terça-feira (9), o primeiro caso autóctone de Zika Vírus do ano no Paraná. A contaminação foi registrada em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba.

De acordo com a Sesa, o homem de 37 anos contraiu a forma leve da doença e passa bem.

Os sintomas relacionados ao vírus Zika costumam se manifestar de maneira branda e o paciente pode, inclusive, estar infectado e não apresentar qualquer sintoma. Mas um sinal clínico que pode aparecer logo nas primeiras 24 horas e é considerado como uma marca da doença é são manchas vermelhas na pele que provocam intensa coceira. Há, inclusive, relatos de pacientes que têm dificuldade para dormir por conta da intensidade dessas coceiras.

O vírus da Zika é contraído pelo mosquito Aedes aegypti, o mesmo transmissor da dengue e da Chikungunya.

Dengue

Em uma semana, a Sesa confirmou 530 novos casos de dengue no Estado. Também foi confirmada uma morte por dengue em Cascavel – uma mulher de 80 anos, portadora de hipertensão arterial e diabetes, que contraiu a doença na cidade onde residia. Agora, são três mortes causadas pela doença no Estado. Os outros dois casos foram registrados em Londrina, em pessoas que moravam no município.

A médica veterinária da Secretaria da Saúde, Ivana Belmonte, explica que além da remoção de criadouros, um trabalho mais aprofundado é feito nos municípios. “Diante dos casos notificados, as equipes de Vigilância fazem a busca ativa por focos e criadouros em um raio de nove quarteirões do local de contaminação”.