Por anos, a família de Faith O’Toole acreditou que a adolescente de 13 anos tinha algum distúrbio de crescimento. A insistência da mãe em descobrir o real motivo de a filha ser mais baixa que a média revelou que a verdadeira causa era um tumor cerebral.

Foto: Reprodução/ Redes sociais

A altura média de uma adolescente de 13 anos equivale a 1,57 m. Com quase dez centímetros a menos (1,48 m), Faith destoava dos colegas e se sentia isolada. Por conta disso, os pais começaram a fazer um acompanhamento de saúde detalhado e, após ela passar um ano sem crescer, buscaram um especialista no assunto.

Um exame de sangue indicou que as taxas de Faith estavam alteradas e uma ressonância magnética, feita em fevereiro deste ano, confirmou a presença de um tumor no cérebro da adolescente. Ela foi diagnosticada com craniofaringeoma, um tipo de tumor benigno que pode se desenvolver em crianças e adultos.

Para ler a matéria completa no Portal Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Adolescente descobre tumor cerebral que a impedia de crescer

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.