Quase R$ 2 bilhões. Exatos: R$ 1.754.815.905,25. Este é o valor máximo que a prefeita de São José dos Pinhais, Nina Singer, que vai disputar a reeleição em outubro, está disposta a pagar pelos próximos 30 anos para uma empresa que preste o serviço de limpeza pública na cidade. Se o valor máximo foi aplicado, o município teria que arcar com R$ 58,5 milhões por ano, ou quase R$ 5 milhões todos os meses até o ano de 2054.

feche-o-frasco-de-coleta-de-mao
Foto: Freepik

O valor bilionário chama atenção. Tanto quanto o tempo de contrato estipulado no edital de licitação na modalidade PPP (Parceira-Público Provada): três décadas. O objeto deste vultuoso certame é a “exploração e prestação do serviço de limpeza pública, transporte, tratamento e destinação final ambientalmente adequada de resíduos de limpeza urbana (RPU)”.

De acordo com o portal da transparência da prefeitura, a concorrência pública estava marcada para acontecer no dia 9 de abril, mas, no início deste mês, o secretário municipal de Recursos Materiais e Licitações, Rafael Rueda Muhlmann, soltou um comunicado de suspensão da licitação por “necessidade de revisão do Edital e seus anexos, conforme solicitação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente” — sem dar muitos detalhes.

Para ler a matéria completa acesse o blog Politicamente, do jornalista Karlos Kohlbach, parceiro da Banda B, clicando aqui.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

SJP: Prefeitura quer contratar serviço de limpeza de rua por R$ 1,7 bilhão

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.