O Secretário Municipal de Segurança Pública de Araucária, Lincoln Roberto Stygar, pediu exoneração do cargo nesta sexta-feira (07). Assume a pasta o guarda municipal Cleverson Padilha, até então, diretor-geral da Secretaria de Segurança Pública.

Stygar foi preso em flagrante nesta quarta-feira (5) por porte indevido de munições de armas de fogo durante a deflagração de duas operações de combate ao tráfico de drogas na cidade.

Lincoln-Roberto-Stygar
Lincoln Roberto Stygar era o secretário de Segurança Pública de Araucária desde março do ano passado – Foto: Reprodução

A prisão de Stygar, que também é agente da Guarda Municipal (GM), aconteceu durante o cumprimento de 12 mandados de busca e apreensão em Araucária por parte do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público.

As duas operações de combate ao tráfico de drogas foram denominadas de “Fox” e “Tijuana”. “As investigações tratam de tráfico de drogas e associação para o tráfico, inclusive com a participação de servidores públicos nos crimes”, disse o órgão.

A Operação Fox trata especificamente do relacionamento de agentes de segurança pública municipal com o tráfico de drogas na cidade e levou ao cumprimento de oito ordens judiciais. A sede da Guarda Municipal foi alvo da operação.

Na Operação Tijuana, foram cumpridos três mandados de busca e apreensão no bairro Capela Velha e um no Centro de Araucária.

Prefeitura

A Prefeitura de Araucária afirmou por meio de nota enviada à Banda B que “tem sempre o compromisso em colaborar com o MP-PR em qualquer ação que se faça necessária”.

A administração municipal disse também ter sido surpreendida pela prisão do secretário e afirmou que vai acompanhar o caso.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Secretário de Segurança de Araucária pede exoneração do cargo após ser preso pelo Gaeco

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.