O governador Carlos Massa Ratinho Junior anunciou nesta quarta-feira (13) a liberação de R$ 60 milhões para a construção do novo Hospital e Maternidade Municipal de São José dos Pinhais (HMMSJP), na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). A expectativa da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) é de um aumento de 50% no número de cirurgias e de 36% no de internamentos assim que ele estiver em funcionamento.

novo hospital São José dos Pinhais
Serão 300 leitos, entre enfermaria, Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) adulto e neonatal, leitos de maternidade cirúrgico, banco de leite, cuidados paliativos, pediátricos e psiquiátricos. Foto: Divulgação/Prefeitura de São José dos Pinhais

O investimento total previsto para a obra é de R$ 169 milhões, sendo R$ 109 milhões da gestão municipal. O prazo de construção é de 48 meses. Nesta primeira fase, após o lançamento da pedra fundamental, serão feitos os serviços de terraplenagem no terreno.

Na sequência será realizada a licitação para as obras de edificação, que já conta com edital pronto. Enquanto a nova estrutura estiver em obras, o atual hospital manterá os atendimentos para a população.

Segundo Ratinho Junior, a obra do novo espaço soma-se a uma série de investimentos do Governo do Estado na área da saúde por todo o Paraná.

Esse talvez seja o maior anúncio dos últimos 30 anos para São José dos Pinhais, em especial na área da saúde, que é a construção do novo Hospital Municipal. Estamos falando de um hospital moderníssimo, com mais de 300 leitos que serão construídos aqui, com equipamentos de ponta para atender os paranaenses.

Ratinho Junior, governador do Paraná.

Essa obra faz parte de toda uma estruturação da saúde pública do Estado e ao mesmo tempo da Região Metropolitana de Curitiba com a construção dos hospitais de Colombo, Pinhais, Rio Branco do Sul, Fazenda Rio Grande e agora com as obras do hospital de São José do Pinhais.

Ratinho Junior, governador do Paraná.

Investimentos maciços em Saúde

O Estado também inaugurou nos últimos anos novos hospitais de Telêmaco Borba, Guarapuava, Ivaiporã, Toledo e Cafelândia.

Além dos R$ 60 milhões investidos pelo Estado, a Sesa também repassará, no futuro, recursos para auxiliar na aquisição do mobiliário, conhecido como “enxoval”, e no custeio para manutenção da estrutura hospitalar.

O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, afirmou que a nova estrutura terá capacidade para suprir a demanda do município e da região pelos próximos 30 anos.

É um novo tempo na saúde de São José dos Pinhais. Essa cidade que é tão importante para o Paraná, para o Brasil, e que ainda tinha uma dificuldade de estrutura na sua rede hospitalar. Essa dificuldade começa a ser resolvida a partir de hoje.

Beto Preto, secretário de Estado da Saúde.

A prefeita Nina Singer destacou que a estrutura atual, com mais de 70 anos, já não comportava o crescimento de atendimentos.

Essa é uma obra muito aguardada e desejada pela população, que hoje se torna realidade com uma parceria com o Governo do Estado. Aqui será um grande centro médico, com o hospital, o Ambulatório de Especialidades Médicas aqui do lado, a base do Samu, heliponto, tudo para bem atender a nossa população pelas próximas décadas.

Nina Singer, prefeita de São José dos Pinhais.

Mais estrutura em São José dos Pinhais

Construída em 1948 no bairro São Pedro, a atual estrutura do HMMSJP já não comporta mais o crescimento no número de atendimentos, uma vez que o hospital é referência para urgência e emergência para São José dos Pinhais, Tijucas do Sul e a região Sul da Capital. Além disso, é uma das unidades que prestam atendimento para vítimas de acidentes nas rodovias BR-277, BR-376 e Contorno Sul de Curitiba (BR-116), devido a sua localização estratégica.

O novo hospital será construído na Avenida Rui Barbosa, nº 4.835, no bairro Colônia Rio Grande, a menos de dois quilômetros de distância da estrutura atual, tendo uma área total de 22.173,21 m². O terreno foi comprado pela prefeitura e o projeto da obra foi doado pela Renault do Brasil. Serão 300 leitos, entre enfermaria, Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) adulto e neonatal, leitos de maternidade cirúrgico, banco de leite, cuidados paliativos, pediátricos e psiquiátricos.

A unidade atenderá 100% pelo Sistema Único de Saúde (SUS), ampliando os atendimentos nas especialidades de cirurgia geral, ortopedia e traumatologia, ginecologia e obstetrícia, clínica médica, neonatologia, pediatria, medicina intensiva adulta e anestesiologia presencial.

A estimativa é que os atendimentos cresçam 58% somadas todas as especialidades, passando de 508 para 800 na clínica médica; de 977 para 1.465 na cirurgia geral; de 2.928 para 4.392 em ortopedia; de 18 para 100 em neurologia; de 2.098 para 2.719 em obstetrícia; e de 173 para 2.000 em pediatria. Na parte de exames de apoio diagnóstico o aumento será de 45%.

Outras obras previstas para São José dos Pinhais

Além do novo hospital, São José dos Pinhais conta com outras obras realizadas pelo Governo do Estado, como a construção de um Ambulatório de Especialidades Médicas (AME), com investimento de R$ 25 milhões; o Viaduto do Bradesco, que está 72,7% concluído; as novas sedes do Bope e Rone, com investimento de R$ 47,5 milhões; e o novo Terminal de Ônibus Metropolitano da cidade, com cerca de 35% das obras executadas.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Previsto para 2028 e 100% via SUS, São José dos Pinhais terá novo hospital com 300 leitos

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.