Um engavetamento envolvendo diversos veículos, incluindo caminhões, deixou pelo menos seis pessoas mortas na BR-277, na altura de Balsa Nova, Região Metropolitana de Curitiba. Por conta das colisões, o trecho foi completamente bloqueado nos dois sentidos. Uma faixa foi liberada no sentido Curitiba, por volta das 17h30.

Foto: Djalma Malaquias/Banda B

O acidente aconteceu por volta das 14h30 deste sábado (02). Ainda não há previsão sobre a liberação total da via. O engavetamento aconteceu no KM 136, no sentido Ponta Grossa, logo após o pedágio desativado de São Luiz do Purunã.

Em entrevista à Banda B, o capitão Cerdeiro, do Corpo de Bombeiros, afirmou que o engavetamento aconteceu em uma área extensa, de cerca de 500 metros. Pelo menos 20 veículos estariam envolvidos.

Foto: Djalma Malaquias/Banda B

“Estamos fazendo uma levantamento preliminar, porque a área do acidente é bastante grande. Temos pelo menos seis óbitos e cinco ou seis pessoas sendo atendidas, e estão surgindo mais pessoas. Ainda não conseguimos contabilizar quantos veículos foram envolvidos, mas a estimativa é que são pelo menos uns 20. Dois caminhões se incendiaram”, revelou o capitão.

As vítimas fatais identificadas até o momento estão em três veículos diferentes. Ainda não há informações sobre crianças feridas.

Foto: Djalma Malaquias/Banda B

Por conta do congestionamento de vários quilômetros, os Bombeiros tiveram dificuldades de chegar ao local do acidente.

“O comboio que veio de Curitiba especialmente levou um tempo quatro vezes superior ao que deveria ter levado, justamente por conta de falta de pista de acostamento próximo do pedágio”, explicou o capitão.

Foto: Djalma Malaquias/Banda B

Origem do acidente

Um motorista envolvido no acidente, Marcos, disse à reportagem que tudo começou por conta de um carro que reduziu a velocidade para ver um outro carro caído na rodovia.

“Tudo começou por conta de um cidadão que parou para ver um carro que estava caído na canaleta. Aí um bitrem que vinha atrás desviou e foi dando um zigue-zague para trás, efeito dominó, por causa da curiosidade de um motorista inexperiente”, afirmou Marcos.

Foto: Djalma Malaquias/Banda B

Outro motorista, de um dos caminhões que pegou fogo, André Frigoli, também conversou com a Banda B e disse que não teve tempo de fazer nada para evitar a colisão.

“Parece cena de filme. Graças a Deus estou bem, mas não deu pra fazer nada. Tinha muita neblina, quando fui ver a fila estava parada, foi batendo um caminhão atrás do outro. Pisei no freio, mas não segurou. O meu caminhão pegou fogo na hora da batida. Muita gente correu com extintor para ajudar a apagar as chamas, mas não deram conta”, explicou.

Foto: Djalma Malaquias/Banda B

Wagner Gabriel Gabardo foi mais um motorista que sobreviveu ao engavetamento.

“Cena lastimável. Acidente é coisa de 1 segundo, não tem o que fazer. A fila parou, tentei parar, o de trás veio, fui esmagado. Fiquei 40 minutos preso dentro da cabine. Outros companheiros que me resgataram. Estou com o joelho quebrado”, disse.

Foto: Djalma Malaquias/Banda B

Equipes do Corpo de Bombeiros, da PRF (Polícia Rodoviária Federal), do DER-PR (Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná) e da Prefeitura de Balsa Nova estão no local atendendo a ocorrência.

A recomendação aos motoristas que estavam planejando passar pelo trecho é que verifiquem sistemas de rotas de GPS como Waze antes dos deslocamentos.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Pelo menos seis pessoas morreram em engavetamento entre carros e caminhões na BR-277, diz Bombeiros

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.