Uma mulher denunciou à Polícia Civil um caso de importunação sexual após ter feito uma consulta em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) na cidade de Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). O caso aconteceu nesta segunda-feira (1º). A prefeitura foi procurada e se manifestou por meio de nota, que pode ser lida na íntegra abaixo.

upa almirante tamandare
UPA 24h localizada no Centro de Almirante Tamandaré. Foto: Reprodução/Google Street View

A Banda B teve acesso ao boletim de ocorrência (BO) do caso, que aconteceu na UPA da Rua Lourenço Angelo Buzato, no centro da cidade. No documento, é dito que o médico chamou a mulher de “linda”, perguntou “quais seriam suas redes sociais” e se ela era “casada”. Ainda, a mulher diz que o médico “ficou passando a mão em suas costas” enquanto escutava o pulmão dela com o estetoscópio. Em determinado momento, diz o texto, o médico “falou à noticiante que, se ela quisesse, poderia fechar a porta”.

A Banda B apurou que a paciente ficou nervosa e mal com o momento e, por este motivo, não procurou ninguém da UPA para pedir ajuda. Esta foi a primeira vez que a mulher consultou com o médico, que é clínico geral. Apesar disso, é de seu costume ir ao local com frequência.

A denúncia foi feita logo após a consulta.

O que diz a Prefeitura de Almirante Tamandaré?

Procurada, a Prefeitura de Almirante Tamandaré se posicionou por meio de uma nota. Veja o texto, abaixo, na íntegra:

A Secretaria de Saúde está ciente e já comunicou a empresa terceirizada, ao qual o médico é contratado, e já pediu o afastamento para que as investigações prossigam.

Prefeitura de Almirante Tamandaré.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Paciente vai à polícia e denuncia importunação sexual após consulta em UPA de Almirante Tamandaré

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.