O jovem Aldacir Michel de Agostinho Junior, de 22 anos, uma das seis vítimas atingidas pelo tiroteio contra uma tabacaria na semana passada, em Almirante Tamandaré, recebeu alta e deixou o hospital neste domingo (02). Em publicação nas redes sociais, ele conta que está com uma bala alojada na nuca e que deve passar por uma cirurgia.

“Rapaziada, o primeiro passo foi dado: peguei alta. Muitos processos ainda para acontecer, muitos exames, porém o primeiro foi dado. Estou de alta, graças a Deus, mas amanhã tem retorno”, disse ele.

Junior afirma que ainda não passou por uma cirurgia, mas que está melhorando gradativamente e que “aos poucos, com todo o cuidado, os médicos vão decidir o que será melhor”.

Na manhã desta segunda-feira (03), ele fez exames no Hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul, Região Metropolitana de Curitiba.

Tiroteio

Por volta das 20h30 da noite desta quinta-feira (30), dois homens se aproximaram de uma tabacaria na região do bairro São Jorge e um deles atirou várias vezes contra o local, que estava cheio de clientes. Os tiros provocam correria.

A jovem Renata Godzinski, de 22 anos, e um homem identificado como Fernando José Pereira de Almeida morreram. Este último seria o alvo dos tiros e é apontado pela PM como traficante conhecido na região.

“Informações preliminares dão conta de que a vítima se trata de um traficante local. Isso ainda precisa ser confirmado. Se a identificação confere, é um indivíduo que já entrou em confronto com as equipes policiais”, afirmou o tenente R. Oliveira.

Outras quatro pessoas ficaram feridas, sendo uma delas em estado grave.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Com bala alojada na nuca, jovem que foi vítima de submetralhadora em tiroteio contra tabacaria deixa hospital

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.