A demolição de uma casa centenária no início deste mês de junho, na entrada da Colônia Gabriela, em Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), gerou comoção e revolta entre os moradores mais antigos da região. Segundo moradores da região ouvidos pela Banda B, o motivo da derrubada da antiga moradia, situada na Avenida Vereador Wadilslau Bugalski, 7378, já próximo do limite com Curitiba, seria a construção de um posto de combustível no local.

WhatsApp-Image-2024-06-12-at-15.57.32
A ‘Casa vermelha’ foi construída em 1924 antes da demolição – Foto cedida à Banda B por moradores

O aposentado José Granato, 77 anos, que nasceu e mora até hoje na região, conta que a “casa vermelha” como era conhecida, foi construída em 1924 pelo sapateiro Primo Gasparim, no tempo em que a estrada era conhecida por Caminho do Açungui.

“Nesta casa funcionou um armazém de Secos e Molhados, uma ferraria do filho do Primo Gasparin, e também uma escola. Esta casa era uma referência da Colônia Grabiela, não poderia ser destruída de jeito nenhum. É uma tristeza pra todos nós”, lamentou o morador José Granato.

WhatsApp-Image-2024-06-12-at-15.57.33
Momento em que a casa era demolida – Foto cedida à Banda B

Emocionado, ele falou ao vivo no Programa Luiz Carlos Martins, nesta quarta-feira (12). Granato disse que guarda na memória momentos que viveu na infância.

“Meu pai era afilhado do Primo Gasparin. Quando eu era criança, frequentava a casa dele. Depois, na década de 1960, os filhos venderam a casa para o seu Eugênio Palukoski. Por sua vez, depois, ele vendeu para outra pessoa já nos anos 1980. Aqui na Colônia Gabriela está todo mundo triste. Espero que alguém pague por isso”.

José Granato., morador
WhatsApp-Image-2024-06-13-at-09.45.04
Casa Vermelha antes e depois da demolição

O vereador Valtemir Honório dos Santos, o Polaco, protocolou na prefeitura um pedido de informação para saber se a derrubada do imóvel atendeu às normas vigentes no município quando se trata de imóveis históricos.

Também está tramitando pela Câmara de Vereadores um projeto para que o imóvel fosse tombado pelo município por conta do valor histórico, porém, a demolição veio antes de uma resposta do Poder Legislativo municipal.

WhatsApp-Image-2024-06-13-at-09.58.27

O Ministério Público também oficiou o município de Almirante Tamandaré para saber se havia uma autorização para a demolição da casa, sem resposta até o momento.

O espaço segue aberto para que o atual proprietário da área possa se manifestar, assim como a prefeitura de Almirante Tamandaré, também procurada.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Casa centenária é demolida em Almirante Tamandaré e moradores protestam: “Alguém tem que pagar por isso”

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.