“Não há palavras para relatar a tranquilidade de ir trabalhar e saber que meu filho está bem cuidado”. Esse é o sentimento relatado por Fabiana Teixeira da Cunha, mãe do pequeno Benício, de 2 anos e meio, atendido pelo Programa Bolsa Creche da Prefeitura de Pinhais.

SEMED-Entrevista-Bolsa-Creche-CEI-Pequeno-Encanto-15-03-2024-Foto-Jorge-Prado-26
CEI Pequeno Encanto – Foto: Jorge Prado

A moradora do bairro Jardim Amélia fez a inscrição na Central Única de Vagas, da Secretaria Municipal de Educação (Semed), e logo foi chamada.

“Ele tinha 5 meses e, como a maioria das mães, eu tinha que voltar a trabalhar. Fiquei muito feliz porque seria um aperto no bolso ter que pagar escolinha particular. Aqui sinto que ele é bem acolhido, bem cuidado, porque como mãe a gente sente quando a criança fica feliz em um ambiente”,

Fabiana Teixeira da Cunha, mãe do Benício de 2 anos

“Meu filho ser bem tratado; é isso que ganhou meu coração, toda a equipe é muito carinhosa. Quando ele chega aqui é uma alegria que só, às vezes ele nem me dá tchau direito, vai correndo para a sala. Na volta, às vezes nem quer ir embora, fica tão empolgado com os coleguinhas também. Sempre que posso, falo com os conhecidos sobre o Bolsa Creche, recomendo mesmo. Sou moradora de Pinhais desde 1998 e não pretendo sair daqui jamais”, conta Fabiana.

“É isso que precisamos, que instituições credenciadas prestem um serviço de qualidade para as nossas crianças. Fico feliz em perceber que contamos com um atendimento humanizado, bem pensado para os nossos pequenos ”, disse a prefeita de Pinhais, Rosa Maria em visita ao Centro de Educação Infantil (CEI) Pequeno Encanto.


Instituído por meio da lei nº 2.503 de 2021, o Programa Bolsa Creche atende crianças do nascimento aos 3 anos de idade, mediante credenciamento de instituições educacionais privadas pertencentes ao Sistema Municipal de Ensino.

Somente em 2024, são 288 crianças sendo atendidas, quase 200 a mais se compararmos com o ano de 2022, que foram 93 no total. Ou seja, em dois anos o número de famílias atendidas mais que triplicou.

De acordo com Daniela Negrão, responsável pela Seção Creche da Semed, os critérios para credenciamento e continuidade dos serviços são rigorosos. “Isso é necessário para que possamos garantir a qualidade dos serviços prestados. São muitos detalhes a serem levados em conta, não só em termos de infraestrutura, mas em relação aos profissionais que atendem as crianças, fazemos inclusive algumas formações com as equipes. Tudo isso para que o atendimento seja feito da mesma forma que realizamos nas nossas unidades municipais. Procuramos fazer o melhor
para a comunidade”, destaca Daniela.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Bolsa Creche em Pinhais: número de famílias atendidas triplica em dois anos

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.