Moradores do bairro Iná, em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba (RMC), estão preocupados com constantes ataques cometidos por cães da raça pit bull ao longo deste ano. A Banda B teve acesso a um vídeo (veja abaixo), que mostra a investida sofrida pelo trabalhador Bruno Cardozo e seu pet durante uma caminhada ao longo da manhã do último sábado (30) na rua Gilvani Augusto Criminácio. Um boletim de ocorrência (BO) foi feito e a Polícia Civil investiga o caso.

ataque pitbulls São José dos Pinhais PR
A Banda B teve acesso a um vídeo (veja abaixo), que mostra a investida sofrida pelo trabalhador Bruno Cardozo e seu pet. Foto: Reprodução/Colaboração Banda B

A Banda B apurou que um dos pit bulls responsáveis pelo ataque a Bruno estaria abandonado; o outro, por sua vez, teria um tutor. É descrito no BO que outras pessoas já foram atacadas pelos mesmos animais que aparecem nas imagens, mas ninguém sabe, até o momento, quem são os donos deles.

A vítima do ataque descreveu à Banda B que a situação foi surpreendente e aconteceu por volta das 7h. Ela não teve tempo de reagir perante à ‘ação raivosa dos animais’. Um deles, segundo Bruno, estava preso a uma pia de mármore.

Grudaram’ em mim e no meu cachorro. Tentei separar, mas foi muito difícil. Eles estavam quase matando o meu cachorro, (…) que ficou muito debilitado. Entrei para dentro do condomínio e o pessoal me ajudou. Tiveram que jogar um carro para cima dos pit bulls porque eles estavam com muita raiva.

Bruno Cardozo, vítima de ataque em SJP.

A vítima classificou a situação como um descaso e cobra uma postura dos órgãos públicos, visto que os cães permanecem soltos na rua.

morador-ataque-sjp
Bruno Cardozo e seu pet após o ataque. Foto: Colaboração/Banda B

Há um colégio municipal a uma quadra dali. Graças a Deus, fui eu que consegui sair. E se fosse uma criança? Uma pessoa debilitada? (…) Meu cachorro vai ter que passar por uma cirurgia, não estou trabalhando e levei dois pontos na boca. Está difícil. Vão ter que matar alguém para fazerem algo?

Bruno Cardozo, vítima de ataque em SJP.

Protetora de animais ressalta detalhe importante sobre postura dos animais

Adriana Xica, protetora de animais, também falou com a Banda B sobre a situação ocorrida em São José dos Pinhais. Inicialmente, ela responsabilizou o município por não ter controle dos animais que estão na rua.

Não fiscalizam; não sabem quantos animais têm desse porte; não microchipam; e não castram. Já apresentamos um projeto de lei (…) porque precisamos responsabilizar pessoas que têm em seu lar cães desse porte, não só os pit bulls.

Adriana Xica, protetora.

A protetora também fez questão de ressaltar que o perigo, além dos moradores/pedestres, está aos cães que vivem abandonados pelas ruas das cidades.

Não são cães maus, não são cães que devem ser responsabilizados, são animais que devem ser bem cuidados e seus tutores devem ser responsabilizados. Não podemos deixar que pessoas criem estes animais de forma irresponsável. Os animais são as maiores vítimas porque são mortos de forma cruel. Eles são abandonados e, nas ruas, podem atacar outros cães, machucam pessoas e podem até serem mutilados.

Adriana Xica, protetora.

Um prazo de até 180 dias foi estipulado pela polícia para que o(s) dono(s) dos pit bulls compareça à delegacia para representação perante a denúncia. Veja as imagens, abaixo:



Resposta às denúncias e andamento das investigações em São José dos Pinhais

A Banda B procurou a Prefeitura de São José dos Pinhais para saber se o município quer comentar as denúncias citadas acima. Além disso, a Polícia Civil também foi acionada para falar sobre as investigações em andamento.

A reportagem será atualizada assim que houver retorno.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Ataques de pit bulls preocupam moradores em SJP: ‘Vão ter que matar alguém para fazer algo?’; vídeo

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.