O deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR) rechaçou a possibilidade de o Partido dos Trabalhadores costurar uma aliança com o ex-prefeito e também deputado federal Luciano Ducci (PSB) para a prefeitura de Curitiba. Em entrevista à Banda B nesta segunda-feira (15), o petista criticou Ducci e afirmou ter expectativa de que o PT lance uma candidatura própria para disputar o Executivo da capital paranaense.

“O Luciano Ducci não é oposição. Nunca vi ele tendo qualquer iniciativa de oposição ao prefeito Rafael Greca ou qualquer outro adversário nosso no Estado. Ele não é um aliado nosso nem um opositor à gestão municipal de Curitiba”, disse Zeca Dirceu, que destacou que Ducci já chegou a “votar contra o presidente Lula” no Congresso.

zeca-dirceu
O deputado federal Zeca Dirceu na Câmara dos Deputados, em Brasília – Foto: Gustavo Bezerra/PT na Câmara dos Deputados

A declaração do deputado ocorre em meio ao impasse do PT de Curitiba para definir uma coligação com o PSB de Luciano Ducci e construir uma frente ampla ou lançar uma candidatura própria para a prefeitura. Em março, a presidente do partido, Gleisi Hoffmann, afirmou à Banda B que a sigla deverá apoiar a candidatura encabeçada pelo PSB. Reunião do diretório municipal realizada no mesmo mês definiu que a aliança seria realizada, mas ainda falta bater o martelo em âmbito nacional.

“Nós temos hoje, dentro desses partidos que disputaram conosco, o projeto do PSB, que está apresentando a candidatura do deputado Luciano Ducci e que aparece bem colocado nas pesquisas. Então, nós avaliamos que o melhor passo para o PT em Curitiba seria fechar uma aliança e apoiar o Luciano porque esse também é um pedido do PSB Nacional”, disse Gleisi em entrevista à Banda B no dia 23 de março.

Sobre a possibilidade de o PT lançar uma candidatura própria à prefeitura de Curitiba, Zeca Dirceu disse, nesta segunda-feira, que ainda não há nada decidido dentro da sigla.

“Acho isso de uma violência desnecessária, uma péssima decisão. Mas, infelizmente, a presidente Gleisi e o presidente Arilson Chiorato conseguiram, lá no diretório nacional, um voto de confiança. Se formou uma maioria para levar a decisão à executiva nacional, que é o grupo dirigente do partido”, relatou.

luciano-ducci
O deputado federal e ex-prefeito de Curitiba Luciano Ducci – Foto: Divulgação/PSB

Assim como Zeca Dirceu, a deputada federal Carol Dartora (PT-PR) e o advogado Felipe Mongruel também já se colocaram à disposição para concorrer ao Executivo municipal.

Para Dirceu, Luciano Ducci não se figura como uma personalidade opositora à gestão do atual prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PSD), nem a qualquer outro adversário político do PT no Paraná. “Ele não é um aliado nosso nem um opositor à gestão municipal de Curitiba”, acrescentou.

“Sou a favor de alianças quando é para ganhar eleição e quando é com aliados, com alguém, por exemplo, que tope colocar uma foto junto com o presidente Lula. Eu venho abrindo as redes sociais do Luciano Ducci e até hoje não tem uma foto dele com o presidente Lula. Talvez ele tenha vergonha do presidente e ache que vá perder um pouco desses votos que ainda lhe restam”,

Zeca Dirceu, em entrevista à Banda B.

Sobre este tema, também em entrevista à Banda B no dia 3 de abril, Ducci afirmou na data que existe a possibilidade de existir uma aliança com o PT em Curitiba e que ele trabalha para isso desde o ano passado. “Estarmos todos juntos, em uma mesma frente. Isso nos possibilitaria ter de 22% a 25% do tempo de televisão, o que nos dá condições de fazer um bom debate para a cidade, com propostas mais claras para Curitiba. Podemos, assim, discutir o modelo que está vigente, saúde, educação, transporte coletivo, a questão das pessoas em situação de rua, entre outras”, disse Ducci no início do mês.

Sergio Moro e presidente Lula

Zeca Dirceu também comentou sobre o cenário em torno do senador Sergio Moro (União-PR), que agora enfrenta a possibilidade de ter o mandato cassado em julgamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O PT e o PL de Jair Bolsonaro acusam o ex-juiz da Lava Jato de, entre outros pontos, abuso de poder econômico durante a campanha eleitoral de 2022.

O petista ainda criticou a mudança de domicílio eleitoral por parte da deputada federal e esposa do senador, Rosângela Moro (União-SP). A sigla defende que a parlamentar cometeu uma fraude eleitoral ao trocar São Paulo pelo Paraná. “Atitude vergonhosa e fruto de desespero”, disse Dirceu.

sergio-moro-e-lula
Luiz Inácio Lula da Silva é ouvido pelo então juiz da Lava Jato Sergio Moro – Foto: Reprodução

Na entrevista, opinou sobre a avaliação dos eleitores paranaenses em relação ao governo Lula. Pesquisa Genial/Quaest divulgada na última quinta-feira (11) aponta que ao menos 54% dos paranaenses reprovam a terceira gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à frente do Palácio do Planalto. “No Paraná, o presidente Lula tem um percentual de aprovação muito maior do que teve em votos”, disse Zeca.

📻 Ouça a entrevista completa abaixo:

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Zeca Dirceu é contra aliança do PT com Luciano Ducci em Curitiba e desafia: ‘Não vi nenhuma foto dele com Lula’

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.