O YouTube excluiu uma peça de divulgação da campanha de Celso Russomanno (Republicanos) por infração de direitos autorais da Fifa.

O vídeo utiliza imagens da final da Copa do Mundo de 1970, colocando o candidato e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) como jogadores da seleção brasileira contra os adversários tucanos Bruno Covas e João Doria.

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Para Elsinho Mouco, marqueteiro de Russomanno, os PSDBistas estão incomodados com o sucesso da peça. Ele tem utilizado a sigla CR10 para fazer referência a Cristiano Ronaldo (o CR7) e Pelé (camisa 10).

“O gol do Russomanno está incomodando. O vídeo viralizou e provocou uma reação imediata do tucanato”, diz Mouco.

A peça trata de dois pilares da campanha do candidato do Republicanos: a proximidade com Bolsonaro e a criação do auxílio paulistano.