O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta segunda-feira, 7, que o nome que terá o apoio dele na sucessão da presidência da Casa deverá ser anunciado o mais breve possível. “Acho que está mais do que na hora”, afirmou. Mais cedo, Maia disse que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de impedir uma eventual tentativa de se reeleger na presidência da Câmara “não muda em nada” seus planos.

Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

“Vou escolher nos próximos dias, dentro da aliança que estamos construindo desde setembro”, afirmou. Na lista de deputados que poderão ter o apoio do grupo dele para a candidatura, estão Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), Baleia Rossi (MDB-SP), Elmar Nascimento (DEM-BA), Luciano Bivar (PSL-PE) e Marcos Pereira (Republicanos-SP).

Perguntado sobre como a oposição entraria nas negociações, Maia declarou que o importante para essa ala é a independência do Executivo, algo que “une” seus aliados e a esquerda. “O mais importante é a construção do movimento de uma Câmara livre”, prosseguiu. O presidente da Câmara afirmou ainda que tem confiança em todos os possíveis nomes, mas considerou que o desafio é ter um candidato que mantenha “um bloco tão grande” de pé.