O deputado estadual Luiz Carlos Martins (Progressista) falou nesta terça-feira (12), durante 10 minutos, na tribuna da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). Deu um recado à população e também apresentou uma sugestão ao governador Ratinho Júnior (PSD) sobre os critérios de nomeação de servidores e secretários.

“Não tem como nomear ficha suja em nenhum gabinete da Assembleia. Não tem como nomear bandido, malandro ou malandra. E por que não tem? Porque temos uma lista de exigências que chamo de “cardápio da limpeza”. Para contratar alguém só passando por este cardápio”, disse Martins.

Deputado Luiz Carlos Martins – Foto: Pedro de Oliveira, Sandro Nascimento, Dálie Felberg e Noemi Frois/Alep

O deputado então leu ponto a ponto todas as exigências da Casa para contratar um servidor como atestados negativados de antecedentes criminais na Polícia Civil, Polícia Federal, cartórios criminais, além de inúmeros documentos que comprovem a idoneidade e a “ficha limpa” do servidor nomeado.

“E por que digo isso? Porque faço uma extensão e ofereço este cardápio da limpeza ao governador Ratinho Júnior. Sugiro que ele crie uma comissão, com poucas pessoas, que passe este pente-fino em todos os nomeados até aqui, inclusive os secretários estaduais. Esta deve ser a contribuição da Assembleia ao governador”, afirmou Martins.

O deputado ainda afirmou que estas exigências devem ter o mesmo rigor em outros órgãos como o Tribunal de Contas, o Judiciário e todos os poderes.

“Não vamos falar em nova política, velha política. O que estamos falando aqui é de uma política verdadeira, transparente”, completou Martins na tribuna da Alep.