A executiva nacional da União Brasil decidiu expulsar o deputado federal Chiquinho Brazão (RJ) do partido na noite deste domingo (24). O parlamentar foi preso nesta manhã sob suspeita de ser um dos mandantes do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL).

A executiva se reuniu na noite deste domingo, no formato virtual. A decisão foi unânime entre os presentes. O relator do processo de expulsão foi o senador Efraim Filho (PB).

chiquinho-brazão-deputado-rj
Chiquinho Brazão. Foto: Divulgação/Câmara

Inicialmente, a reunião estava prevista para ocorrer na terça-feira (26), mas membros do partido resolveram antecipar o encontro. Eles afirmaram que a gravidade da situação impôs a necessidade de tratar do assunto o quanto antes.

Mais cedo, o secretário-geral da União Brasil, ACM Neto, afirmou ao Painel que a legenda tomaria uma decisão ainda neste domingo e que não havia outro caminho “que não o da expulsão imediata”.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

União Brasil decide expulsar Chiquinho Brazão do partido

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.