Familiares e pessoas próximas da pequena Júlia Félix de Moraes, 2 anos, morta a facadas pela mãe, na madrugada dessa quinta-feira (13/02/2020), em Vicente Pires, mostraram tristeza e revolta no velório da criança. Um dos parentes afirmou que o crime era previsível por causa de um ato anterior de Laryssa Yasmim Pires de Moraes, 21, assassina confessa da filha.

(Foto: Reprodução)

 

“Não foi por falta de aviso. Ela (Laryssa) tentou matar Júlia afogada em uma banheira e inventou uma desculpa que foi um acidente. Desde então, o Giuvan pediu a guarda da menina”, lembrou Elves Rodrigues de Oliveira (foto em destaque), 30, irmão de Giuvan Félix, 25, pai de Júlia. O episódio teria ocorrido há seis meses.

Para ler a matéria completa no Metrópoles clique aqui.