POR FÁBIO ZANINI – SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)

Levada por Jair Bolsonaro à ONU no ano passado como prova de que teria apoio entre os índios, Ysani Kalapalo dessa vez não acompanhou a fala do presidente na abertura da Assembleia Geral.

Ela afirma que viu apenas um trecho mostrado pela TV. “Depois vou dar uma lida [na fala] “, disse. No momento do discurso, ela tuitou chamando para uma live que fará com a atriz Dani Suzuki essa semana.

 

Ysani Kalapalo acompanhou a comitiva oficial do Brasil na ONU em 2019. Foto: Reprodução/Instagram

 

Ysani, 29, se afastou de Bolsonaro desde que deu uma entrevista com críticas a ele à BBC Brasil em junho, dizendo-se decepcionada pela falta de diálogo do governo com as minorias. “Depois que eu fiz essas críticas, eu não tenho mais contato com ele, não”, afirmou.

Ela no ano passado foi criticada por não ter representatividade entre indígenas. Ysani segue se declarando “índia de direita” e defendendo a integração dos povos à sociedade capitalista.