(Foto: Facebook)

O candidato do partido Novo, Romeu Zema, está matematicamente eleito como governador de Minas Gerais. Com 74% das urnas apuradas, Zema tem 71,28% dos votos, segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Estado. O segundo colocado, Antônio Anastasia, do PSDB, tem 28,72% dos votos e não pode mais superar o rival.

Em sua primeira disputa eleitoral, Zema procurou se colocar como alternativa para “os mesmos políticos de sempre” e se apresentou como gestor. Sua principal proposta é promover um enxugamento da máquina pública, com corte de cargos, secretarias e privilégios. Em um Estado onde os salários dos servidores são escalonados, o candidato assinou um compromisso, em cartório, de que só receberá o salário de governador, após todos os servidores terem recebido.

Empresário de 54 anos, Romeu Zema nasceu em Araxá, na região do Triângulo Mineiro, e comandou por mais de 15 anos o Grupo Zema, empresa familiar que atualmente tem mais de 850 estabelecimentos em nove Estados brasileiros e que é composto por lojas de eletrodomésticos, distribuição de combustíveis, concessionárias e financeiras.