Foto: Prefeitura de Salvador

A Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia informou neste domingo, 28, que está investigando uma suposta redução na frota de ônibus em Salvador. Em nota, o Ministério Público Eleitoral relatou que recebeu representações sobre o caso.

O procurador regional Eleitoral Claudio Gusmão pediu à Polícia Federal “diligências, como a visita às garagens e à Secretaria de Mobilidade de Salvador (Semob) para averiguar a frota em circulação, colhendo dados como o registro de ponto dos trabalhadores e a quantidade de ônibus efetivamente circulando nas ruas, por meio do sistema de rastreamento instalado nos veículos (GPS)”.

Segundo o procurador, outro dado que será levantado após a apuração das urnas é a abstenção, que deverá ser comparada a anos eleitorais para avaliar se uma eventual redução gerou impacto no resultado das eleições.

“A intenção é avaliar se a oferta é equivalente à de um dia útil, uma vez que o Tribunal Regional Eleitoral havia requisitado esta oferta para garantir a circulação da população e o acesso aos locais de votação”, informa a nota da Procuradoria.

O secretário de Mobilidade da capital baiana, Fábio Mota, afirmou que a cidade registra “100% da frota de ônibus circulando, ao contrário de fake news que estão sendo espalhadas em alguns sites e redes sociais”. Segundo a Secretaria, Mota ainda não foi intimado pelo Ministério Público.

Em nota, a prefeitura de Salvador afirmou: “A cidade amanheceu neste domingo (28) com 100% da frota de ônibus circulando, ao contrário de fake news que estão sendo espalhadas em alguns sites e redes sociais. E houve apenas um problema registrado: um ônibus quebrado na localidade de Nova Constituinte, no Subúrbio Ferroviário, o que provocou alguns transtornos, mas a situação foi logo resolvida pela Secretaria de Mobilidade (Semob), com a substituição do veículo”.

“Estamos operando com 100% da frota, como se fosse um dia útil e como aconteceu no primeiro turno das eleições. Qualquer outra notícia diferente não passa de mentira e boato”, afirmou o titular da Semob, Fábio Mota.