O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse nesta terça-feira (13/10) que o clima quente e seco é a principal causa das queimadas no Pantanal.

Segundo o Inpe, o Pantanal acumulou 8.106 focos de calor em setembro, superando em 35% o recorde histórico de 5.993, registrado em agosto de 2005.

Foi o maior número desde que o Inpe começou o monitoramento, em 1998. Neste ano, os focos na região somam 18.259, o triplo do observado em 2019.

 

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, participa de audiência nas comissões de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia; e de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados

 

“Grande parte desses incêndios não decorrem de más ações de produtores rurais, que vivem justamente da sanidade da sua propriedade”, afirmou.

“Ao reconhecer isso, nós sabemos que a principal causa é o clima quente, seco, e ventos fortes”, complementou Salles, em audiência pública no Senado Federal.

Para ler a matéria completa no Portal Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui.