A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (26) operação contra suspeitos de terem acessado e divulgado dados pessoais de Jair Bolsonaro e sua família.

Há mandados de busca e apreensão sendo cumpridos no Ceará e no Rio Grande do Sul.

Imagem Pixabay

A investigação suspeita de acesso ilícito a dados pessoais de mais de 200 mil servidores e autoridades, com invasão de sistemas de universidades federais, prefeituras e câmaras de vereadores municipais em diversos estados.

A suspeita é que o grupo cometeu crimes de invasão de dispositivo informático, corrupção de menores, estelionato, fraudes bancárias e organização criminosa.

O nome da Operação – Capture The Flag – foi inspirado nas competições na área de pentest (testes de invasão) onde os participantes precisam encontrar vulnerabilidades em sistemas e redes de comunicação. As vulnerabilidades são as “bandeiras” que os participantes precisam capturar.