Nas redes sociais, parlamentares de oposição se manifestaram contrários ao valor do salário mínimo proposto pelo governo federal para 2021. A cifra de R$ 1.067 foi anunciada nesta segunda-feira (31) pelo Executivo através da apresentação do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLOA) para o próximo ano.

“O governo Bolsonaro, inimigo do povo, enviou ao Congresso o projeto de lei orçamentária com salário mínimo de R$ 1.067. Isso significa que Bolsonaro não dará aumento real para o salário mínimo em 2021, prejudicando milhões de trabalhadores e aposentados”, publicou o deputado federal Orlando Silva (PCdoB-SP) em sua conta no Twitter.

Foto: André Rodrigues/FramePhoto/Folhapress

Na mesma rede social, o deputado federal Glauber Braga (PSOL-RJ) também destacou a decisão do governo federal de conceder reajuste somente com base na inflação. “Mais um absurdo de Bolsonaro: pelo segundo ano seguido, ele envia ao Congresso Nacional uma proposta de salário mínimo sem aumento real”, disse o parlamentar.

O deputado federal Gil Cutrim (PDT-MA) reforçou as críticas ao valor apresentado. “O governo propôs salário mínimo de R$ 1.067, sem reajuste acima da inflação, em um Brasil que castiga quem vive com o mínimo. É triste ter que lutar contra essas propostas, quando a gente deveria estar lutando para dar mais oportunidade para o nosso povo”, afirmou o parlamentar em publicação no Twitter.