Na primeira viagem oficial após exame apontar que ele não está mais com Covid-19, o presidente Jair Bolsonaro inaugurou uma adutora do rio São Francisco no Nordeste e afagou um dos líderes do centrão, o senador Ciro Nogueira, presidente nacional do PP.

Ao desembarcar no aeroporto de São Raimundo Nonato, interior do Piauí, o presidente voltou a descumprir as recomendações sanitárias em virtude da pandemia do novo coronavírus e tirou a máscara ao cumprimentar o público.

Usando chapéu de couro, Bolsonaro surpreendeu ao montar em um cavalo de um apoiador que estava em frente ao aeroporto. Cerca de 300 pessoas, segundo a Polícia Militar, se aglomeravam ao recepcionar o presidente aos gritos de “mito” e “nossa bandeira não será vermelha”.

Antes da visita ao Piauí, o presidente esteve em Campo Alegre de Lourdes (BA), que fica a 66 km de São Raimundo Nonato. Na cidade baiana, Bolsonaro inaugurou uma adutora do rio São Francisco que levará água a mais de 50 municípios da região.

O Piauí e a Bahia são administrados por governadores do PT. Rui Costa, que preside o Consórcio dos governadores do Nordeste, e o governador do Piauí, Wellington Dias, não participaram das solenidades.

Ciro Nogueira ciceroneou o presidente e se aproxima mais de Bolsonaro. O senador, que foi eleito com ajuda do PT, está se distanciando dos petistas e sinaliza para uma pré-candidatura a governador em 2022, contra o PT.

Ao encerrar visita por volta das 14h30, o presidente voltou a cumprir apoiadores, novamente sem máscara, disse que ajudará o turismo e que estava sentindo o povo.

Foto: Reprodução/Twitter

“Viemos entregar obras, sentir o povo, faz parte do mandato da gente. O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro, anunciou recursos e vou ajudar no futuro, porque o turismo está parado no mundo todo e vou ajudar a incrementar o turismo”, disse.

A OBRA
Com investimento de R$ 79 milhões, a adutora de 150 quilômetros leva água do Rio São Francisco para localidades na zona rural de Pilão Arcado e Campo Alegre de Lourdes, cidades do extremo-norte da Bahia, na divisa com o Piauí.

A construção da adutora foi licitada em abril de 2013 no governo da então presidente Dilma Rousseff (PT) e financiada com recursos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). Atendeu a um pleito de deputados federais da Bahia e do então governador Jaques Wagner (PT).

As obras foram iniciadas no mesmo ano, mas ganharam maior fôlego em 2018, na gestão do ex-presidente Michel Temer (MDB). Cerca de 75% do orçamento da obra foi executado antes de 2019.

Desde então, houve investimento de R$ 20 milhões na obra, segundo a Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba), órgão ligado ao Ministério do Desenvolvimento Regional.

A primeira etapa, que levou água até a sede do município de Campo Alegre de Lourdes, foi inaugurada em maio de 2019. A segunda etapa, inaugurada nesta quinta, inclui novas ligações para comunidades da zona rural.

Esta é a segunda viagem do presidente Jair Bolsonaro ao Nordeste em pouco mais de um mês. No fim de junho, ele esteve no Ceará para inaugurar um trecho do eixo norte da transposição do rio São Francisco. O evento não contou com a participação de governadores, prefeitos e senadores nordestinos.

A obra bilionária, iniciada na segunda gestão do governo Lula (PT), teve o eixo leste, que corta Pernambuco e Paraíba, inaugurado às pressas pelo ex-presidente Temer em março de 2017.

No mesmo ano, os ex-presidentes Lula e Dilma também fizeram uma inauguração simbólica da obra para reforçar a origem petista do projeto.

De acordo com o governo federal, o eixo norte só deve ser concluído no próximo ano, o que vai possibilitar a chegada da água ao Rio Grande do Norte. Este trecho está com 97% dos canais concluídos desde 2018.

A VISITA
Ao lado de Ciro Nogueira no Piauí, o presidente visitou o Parque Nacional Serra da Capivara, patrimônio da humanidade, que enfrenta escassez de recursos e demissão de funcionários durante a pandemia. O parque, a mais antiga concentração de sítios pré-histórico da América, tem mais de 100 mil hectares em uma área que engloba quatro municípios.

Entre eles, São Raimundo Nonato, que é uma das portas de entrada do turista e é administrado pela prefeita Carmelita Castro, do mesmo partido do senador.

Na cidade, o presidente recebeu prefeitos da região e visitou o sítio arqueológico Boqueirão da Pedra Furada, onde nasceram os primeiros estudos científicos sobre povoamento das Américas, com datas de 50 mil a 100 mil anos.

Em seguida, foi ao Museu da Natureza, que foi aberto exclusivamente para receber a comitiva do presidente. O museu, uma moderna estrutura em formato de espiral, foi inaugurado no sertão piauiense há um ano e sete meses e faz alerta sobre os impactos climáticos e a criação do universo.