A deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR) criticou, nesta quinta-feira (9), a expressiva divulgação de notícias falsas, as chamadas fake news, sobre a tragédia no Rio Grande do Sul. Em Curitiba, a presidente nacional do PT afirmou que a mentira não ajuda a população.

Gleisi-Curitiba
Reprodução

“Nós não podemos transformar a tragédia em disputa política, a gente precisa de unidade e da verdade. Eu faço um apelo por cautela, para que não repassem imagens falsas e criar alarde a um povo que já está bastante sofrido”, disse.

Na última terça-feira (7), o Governo Federal decidiu acionar a Polícia Federal e a Advocacia Geral da União para investigar, identificar e responsabilizar pessoas que propagam fake news sobre o Rio Grande do Sul. O ministro da Secretaria de Comunicação Social, Paulo Pimenta, encaminhou ofício ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, solicitando a apuração.

Segundo a deputada, quando o Governo Federal fala em regulamentação das mídias sociais, não está falando em conteúdo, mas sim em responsabilização.

“Quem faz isso, precisa ser responsabilizado, inclusive o meio que deixa isso acontecer. São coisas absurdas, que é fácil perceber a mentira, mas as plataformas continuam deixar passar. Em meios regulados de comunicação, como rádio e TV isso não acontece. Eu acredito que esse caso do Rio Grande do Sul possa ser motivo para a gente retomar a discussão no Congresso Nacional”, concluiu.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

“Não podemos transformar a tragédia em disputa política”, diz Gleisi sobre fake news

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.