Após pedir demissão do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro pode passar por um período de quarentena remunerada durante seis meses, sem possibilidade de atuar no setor privado nesse período. O salário de ministro é de cerca de R$ 31 mil. Passada a quarentena, o plano de Moro, de acordo com aliados, é dar aulas de Direito em Curitiba, onde mora.

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro – Foto Ag. Brasil

O período de quarentena remunerada para Moro ainda não foi formalizado e precisa ser aprovado pela Comissão de Ética da Presidência.

Em geral, é aplicado quando se acredita que o ex-integrante do governo teve acesso a informações privilegiadas e isso pode gerar conflitos de interesse. No caso de ministros, este é considerado um procedimento padrão por envolver autoridades do primeiro escalão.

Ainda assim, o presidente da comissão, Paulo Lucon, disse que é preciso avaliar cada pedido individualmente.