Da Redação

Em entrevista concedida ao jornalista Reinaldo Bessa, da Gazeta do Povo, o prefeito eleito Rafael Greca (PMN) fez uma declaração polêmica neste sábado (31) e causou imediatas reações. Morador da Avenida Vicente Machado, tradicional rua que reúne bares e casas noturnas no Centro e no Batel, Greca foi questionado sobre a ocupação das ruas pelos jovens, à noite. Segundo ele, a ‘balada’ poderia começar mais cedo para que sobrasse tempo para a limpeza da cidade.

Foto: Banda B

“Vamos fechar os bares mais cedo. Para que haja um tempo para lavagem e limpeza da cidade e para o repouso dos moradores. Se a balada começa às seis da tarde, pode terminar à meia-noite. É assim em Londres, em Paris, em Berlim. Não precisa o bar ficar aberto a noite toda. Até porque não rende, ficar aberto na hora da fuzarca, da transgressão. Isso só serve pro traficante”, afirmou Greca ao jornalista da Gazeta do Povo.

Também o jornal, o presidente do conselho estadual da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Marcelo Woellner Pereira, disse achar “estranho” que o prefeito eleito não tenha falado nada sobre o assunto durante a campanha eleitoral. “Tivemos uma reunião do trade turístico com ele e não houve uma palavra sobre isso. O problema da falta de segurança não é culpa de bares e restaurantes. O que falta é policiamento, fiscalização”, disse.

Greca assume a Prefeitura de Curitiba a partir das 16 horas deste domingo (1). Uma cerimônia pública está marcada para começar 18 horas no Memorial de Curitiba.