Imagem ilustrativa (Reprodução)

 

Uma mesária de Curitiba foi dispensada de trabalhar no pleito, na tarde deste domingo (28), por decisão verbal da Justiça Eleitoral. Ela usava uma camiseta com os dizeres “Lute como uma Garota” e foi denunciada por eleitores que foram até a Escola Municipal Mirazinha Braga, no bairro Bom Retiro, para votar.

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), a decisão é do juiz Lourenço Cristovão Chemimda, da 001º ZE. “Foi solicitado para que a mesária trocasse ou virasse a camiseta e não foi atendido. Sendo assim, ela foi dispensada”, informou o órgão.

A dispensa atendeu a um dispositivo que mesário não pode usar nenhuma peça que evidencie qualquer propaganda – implícita ou explícita – para qualquer candidato ou partido. A decisão pode ter relação com a candidata a vice de Fernando Haddad (PT), Manuela D’Ávila, que usou camisetas com esse teor ao longo da campanha.