O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta disse nesta quarta-feira (21/10), em conversa com o Metrópoles, que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) caiu em mais um erro ao desautorizar o atual chefe da pasta, general Eduardo Pazuello, e politizar a vacina contra o novo coronavírus.

“Mais um erro do presidente. A população quer a solução do problema. A gente precisa da nossa vida de volta. É ser muito míope para colocar isso [vacinação] no campo da política. Essa politização é muito pequena, muito pacanha. É lamentável”, disparou o ex-ministro da Saúde.

 

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, anuncia, nova formulação de medicamento para tratamento da tuberculose para crianças

 

Em reunião com governadores realizada nessa terça-feira (20/10), o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, anunciou a intenção de adquirir 46 milhões de doses da vacina Coronavac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac Biotech, para imunização contra o novo coronavírus.

O presidente Bolsonaro, no entanto, desautorizou o ministro da Saúde nesta quarta-feira e disse que o governo federal não vai comprar a “vacina chinesa de João Doria”. Em seguida, o secretário-executivo da pasta, Elcio Franco, recuou e disse não haver “qualquer intenção de compra da vacina chinesa”.

A entrevista completa está disponível no Portal Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui para ler.