O presidente Lula (PT) conversou nesta quarta-feira (16) com presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. Segundo o brasileiro, o diálogo abordou temas como mudanças climáticas e uma ação desenvolvida entre os dois países para geração de empregos que será apresentada na Organização das Nações Unidas.

lula e biden
Reprodução Redes Sociais

A conversa ocorreu por telefone e durou meia hora, segundo o Palácio do Planalto. O chanceler Mauro Vieira e auxiliares palacianos também acompanharam a ligação.

De acordo com nota divulgada pelo governo, eles trataram da iniciativa conjunta “para o avanço do trabalho decente na economia do século XXI”. A proposta dos dois países será apresentada na próxima Assembleia-Geral da ONU, em setembro.

Interlocutores do presidente dizem que não se trata de um acordo internacional, mas um documento com princípios básicos e cuidados, com um calendário de atividades previstas, que será lançado em parceria com a OIT (Organização Internacional do Trabalho).

“É a primeira vez que trato com um presidente interessado nos trabalhadores”, disse Lula na ligação, segundo o comunicado do Planalto. “Suas políticas e discursos sobre o mundo do trabalho soam como música para os meus ouvidos e certamente juntos poderemos inspirar outros governantes a olhar para as questões dos trabalhadores.”

Os líderes também discutiram a questão climática. Lula falou a Biden sobre as discussões da Cúpula da Amazônia, realizada na semana passada em Belém (PA), e sobre a preocupação com o meio ambiente na maior vitrine do governo, o Novo PAC, sujo slogan é “desenvolvimento e sustentabilidade”.

“Mencionou ainda políticas de financiamento e investimentos para recuperação e reflorestamento de terras degradadas”, diz o texto divulgado pelo governo. O brasileiro também voltou a convidar o americano para visitar o Brasil, incluindo um estado da região amazônica.

Segundo a nota do Planalto, Biden disse concordar “100%” com as preocupação de Lula, reconheceu a responsabilidade dos países desenvolvidos e a necessidade de apoiar os países em desenvolvimento para lidar com os efeitos da crise climática. A Casa Branca não havia divulgado comunicado sobre a conversa até a publicação desta reportagem.

Lula também manifestou solidariedade a Biden pelas vítimas dos incêndios no Havaí -o número de mortos no que já é considerado o pior incêndio florestal em 100 anos nos EUA já passa de 100.

Os dois presidentes vão se encontrar ao menos duas vezes no próximo mês: no G20, em 9 e 10 de setembro, e na Assembleia-Geral das Nações Unidas, em 15 de setembro.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Lula conversa com Biden sobre mudança climática e geração de emprego

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.