O ministro Ricardo Lewandowski enviou nesta terça-feira (10) à PGR uma notícia-crime contra Jair Bolsonaro sobre o envolvimento do governo na defesa de Flávio Bolsonaro. A informação é do colunista Guilherme Amado, da Revista Época.

Em outubro, a coluna de Amado mostrou que a defesa de Flávio Bolsonaro levou a Jair Bolsonaro, Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, e Alexandre Ramagem, diretor da Agência Brasileira de Inteligência, em 25 de agosto, uma denúncia que, se provada, anularia o caso Queiroz.

Presidente Bolsonaro e o filho Flavio – Divulgação PSL

Desde então, GSI, Abin, Receita Federal e Serpro foram mobilizados para encontrar uma prova que sustente a suspeita.

Segundo o colunista, a notícia-crime foi protocolada pela deputada Natália Bonavides, do PT do Rio Grande do Norte, e cita possíveis crimes de tráfico de influência, advocacia administrativa e improbidade administrativa de Jair Bolsonaro, Flávio Bolsonaro, Heleno e Ramagem.

Leia mais AQUI