Pré-candidato do União Brasil à Prefeitura de Curitiba, o deputado estadual Ney Leprevost descartou nesta quarta-feira (17), em entrevista à Banda B, a possibilidade de não disputar o cargo municipal. O questionamento surge quatro anos após ele desistir de enfrentar Rafael Greca, por um pedido pessoal do governador Ratinho Junior.

52492704961_e8a3ebd1ef_c
Divulgação Alep

“As circunstâncias são completamente diferentes. Na outra eleição, eu era funcionário do Governo do Estado, nós estávamos em plena pandemia, com pessoas passando fome. O governador fez um apelo para que eu pudesse ajudar na área social. Tanto é, que os dois secretários que mais tiveram que trabalhar na pandemia foram o Beto Preto [secretário de Saúde], que fez uma bela atuação, e eu, que tinha o dever de não deixar ninguém morrer de fome no Paraná”, disse.

Ney Leprevost foi candidato à Prefeitura de Curitiba em 2016. Na ocasião, perdeu no 2° turno para Rafael Greca, por 53,25% a 46,75%.

Ratinho Junior

O deputado estadual também comentou a amizade dele com Ratinho Junior e, descartando Eduardo Pimentel (PSD) no 2° turno, disse que irá pedir o apoio do governador.

“Entendemos que ele possui um compromisso com o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, com o irmão do candidato Pimentel, Daniel Pimentel Slavieiro, que é presidente da Copel,e respeitamos esse compromisso. Mas nunca vou me negar conversar com o governador, uma vez que nossa amizade é indissolúvel”, concluiu.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Leprevost descarta recuar de pré-candidatura à Prefeitura de Curitiba e pede apoio de Ratinho Junior para o 2° turno

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.