A Justiça determinou nesta quinta-feira a posse imediata de Eduardo Foggiatto – primeiro suplente do PSC, já que o vereador Edson Dangui está afastado por 180 dias desde do dia 03 de março de 2020.

(Foto: Divulgação)

 

A decisão se dá para a regularidade dos trabalhos legislativo, já que nenhuma Câmara Municipal no Brasil pode funcionar com números pares de membros, pois existe uma lógica constitucional sobre o assunto. A Justiça analisou o requerimento administrativo do suplente e a reposta da Diretoria Jurídica da Câmara Municipal e concedeu liminar deferindo a posse imediata de Eduardo Foggiatto.

De acordo com investigação do Ministério Público do Paraná (MP-PR), o vereador Edson Dangui (PSC) é suspeito de coagir assessores para que repassassem a ele parte do salário que recebiam