Os juízes federais do Paraná fazem nesta terça-feira (16) uma paralisação em protesto contra a decisão do ministro corregedor Luis Felipe Salomão, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que afastou, de forma monocrática, dois magistrados da Justiça Federal do Paraná e outros dois desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4° Região, em Porto Alegre (RS) — todos eles com atuação nos processos da Lava Jato.

gabriela-hardt-13
A juíza Gabriela Hardt – Foto: Gil Ferreira/Agência CNJ

Em nota divulgada pela Apajufe (Associação Paranaense dos Juízes Federais), a entidade fala numa fragilização das garantias da magistratura e cita que “juízes amedrontados não são capazes de garantir direitos fundamentais contra o Estado. Juízes subservientes ao sistema político e sem independência funcional plena não têm condições de livremente assegurar os direitos dos cidadãos, especialmente contra os interesses dos poderosos economia e politicamente”.

A diretoria da Apajufe diz que foi surpreendida ontem (15) por decisões do Corregedor Nacional de Justiça que determinou o afastamento da Juíza Federal Gabriela Hardt, do Juiz Federal Danilo Pereira Júnior e dos Desembargadores Federais do TRF4 Thompson Flores e Loraci Flores de Lima.

Para ler a matéria completa no Blog Politicamente, parceiro da Banda B, clique aqui.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Juízes Federais paralisam atividade e protestam contra decisão do CNJ

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.