(Valter Campanato/Agência Brasil)

O presidente eleito Jair Bolsonaro lamentou a decisão do PT e do PSOL de não participar da cerimônia de posse dele no Congresso Nacional. Os dois partidos fizeram o anúncio por meio de notas oficiais.

Com 56 deputados eleitos, o PT deve formar a maior bancada da Câmara, seguida do PSL. No senado, o partido conquistou seis cadeiras. “Mantemos o compromisso histórico com o voto popular, mas isso não nos impede de denunciar que a lisura do processo eleitoral de 2018 foi descaracterizada pelo golpe do impeachment, pela proibição ilegal da candidatura do ex-presidente Lula e pela manipulação criminosa das redes sociais para difundir mentiras contra o candidato Fernando Haddad”, diz nota assinada por Paulo Pimenta, líder do partido na Câmara, Lindbergh Farias, líder do partido no Senado, e Gleisi Hoffmann, presidente do PT.

Para ler a matéria completa no MSN clique aqui.