Greca concedeu entrevista à Banda B nesta terça (Foto: SMCS)

 

Em sua retomada aos trabalhos na sede da Prefeitura de Curitiba após passar por uma cirurgia, o prefeito Rafael Greca (PMN) falou de suas conversas iniciais com o governador Ratinho Júnior (PSD) e com o presidente Jair Bolsonaro (PSL). Em entrevista concedida à Banda B nesta terça-feira (15), o prefeito disse que enviou uma carta a Bolsonaro para principalmente demonstrar apoio à Reforma da Previdência.

“Eu apresentei minha solidariedade à Reforma da Previdência, que é muito parecida com o que já fizemos em Curitiba. É importante que o Governo Federal veja o exemplo da nossa capital, porque a cidade refloresceu. Nós temos dinheiro para obras, nós temos dinheiro para projetos, para programas e estamos com a prefeitura completamente equacionada. Demos aumento para o funcionalismo e nossa Previdência já está montada no modelo de previdência privada para os que vão entrar na prefeitura, sem risco para os antigos aposentados. Se o Brasil ver o exemplo de Curitiba, vai perceber que pode a nação reflorescer. Direitos sem sustentabilidade são desenganos”, disse.

O prefeito também ligou para Ratinho Júnior logo após a posse no Palácio Iguaçu. Desde o ano passado, Greca tem dito que mantém boas conversas com o governador do Paraná para a cidade.

Saúde

Questionado sobre sua saúde, o prefeito disse estar “plenamente apto” para seu trabalho à frente da prefeitura. “Eu tenho muita saúde, mas fui pego por uma infecção. Estou apto e trabalhando bastante”, afirmou Greca.

Por conta da cirurgia, o prefeito informou que precisou desistir de uma viagem que faria à Itália no final do mês. “Cancelei minhas férias para ver o Papa Francisco, mas como sou recém-operado não é bom atravessar o oceano. Vai ficar para depois”, concluiu.

O prefeito deu entrada no Hospital Marcelino Champagnat, no dia 28 de dezembro, com diagnóstico de hérnia umbilical recidivada estrangulada. Ele foi submetido à cirurgia de emergência na madrugada do dia 29, em que foi identificada uma perfuração do intestino delgado, sendo necessária a retirada de aproximadamente 30 cm deste intestino.