O Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira, 18, confirma a exoneração de Sallim Mattar e Paulo Uebel de secretarias do Ministério da Economia, comandado por Paulo Guedes. Os dois pediram para deixar o governo na semana passada. Mattar estava à frente da área que toca as desestatizações e Uebel, da agenda de desburocratização.

O empresário Mattar e o economista Uebel saem após um ano e meio de dificuldades para implementar as medidas para quais foram convidados a integrar o governo de Jair Bolsonaro: as privatizações e a reforma administrativa, duas das quatro principais agendas de Guedes – além das reformas previdenciária e tributária.

 

Foto: Divulgação

Mattar manifestou insatisfação com o ritmo das privatizações. Segundo ele, “o establishment” não quer privatizações.

Já Uebel pediu demissão por discordar da estratégia do governo federal de deixar a reforma administrativa parada.

Ainda na semana passada, Guedes indicou os novos titulares para as duas secretarias.

Para o lugar de Mattar, foi escolhido o atual secretário de Desenvolvimento da Infraestrutura da pasta, Diogo Mac Cord.

Para substituir Uebel, o nome indicado é do presidente do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), Caio Andrade

As nomeações ainda não foram publicadas no Diário Oficial.