metrópoles

Extremistas que estiveram na Esplanada dos Ministérios nesse domingo (8) utilizaram códigos próprios para combinar as invasões a prédios na Praça dos Três Poderes, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Um desses códigos seria a palavra “Selma”, uma alusão à “Selva”, usada por forças militares brasileiras.

Manifestantes invadem Congresso, STF e Palácio do Planalto.
Foto: Marcelo Camargo – Agência Brasil

De acordo com a Agência Pública, que fez o levantamento nas redes sociais, um dos perfis mais ativos na divulgação do código foi de uma usuária identificada como “Vanessa”. No perfil @Vanessasdireita, bolsonarista realizou ao menos 57 publicações utilizando o código.

O perfil da apoiadora do ex-presidente apresenta indícios de automatização e tem mais de 14,3 mil tuítes publicados – um número significativo se considerar a data do seu ingresso na plataforma: novembro do ano passado.

Em uma das publicações, “Vanessa” afirma que “a festa da Selma hoje vai está bombando [sic]”. “Não param de chegar convidados! Ela pediu para vocês viralizar esse convite! A entrada é liberada para todos os patriotas do Brasil, tirando crianças e idosos. Vai ser o maior Show de todos os tempos, não fique de fora Felicidades Selma [sic]”, publicou.

Para ler a matéria completa no Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

“Festa da Selma”: extremistas usaram códigos para planejar invasões

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.