A plataforma Tem Meu Voto, criada nas eleições de 2018, está de volta na corrida eleitoral municipal deste ano para facilitar, a partir das propostas de campanha, o encontro entre eleitores e candidatos a vereadores. “A ferramenta tem a função de apresentar novos nomes e dessa forma fortalecer a democracia permitindo uma maior diversidade de escolha na hora do voto”, disse o coordenador do projeto e empresário, André Szajman, ao Broadcast Político, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

Para conhecer candidatos com quem tem maior afinidade de ideias, o eleitor escolhe quais pautas considera prioritárias, qual seu alinhamento ideológico, se prefere um governo interventor ou não na economia e qual sua posição sobre as questões de costumes e se gostaria de votar em um candidato que não ocupa cargo eletivo A ferramenta Tem Meu Voto, então, faz um ranking, para a cidade escolhida, de quais candidatos têm mais afinidade com as opções selecionadas pelo eleitor. Caso prefira, o internauta também pode fazer o filtro de escolha por gênero e raça.

A plataforma é gratuita, suprapartidária, independente e foi criada a partir da união de movimentos e organizações da sociedade civil. Segundo Szajman, a plataforma funciona por busca textual, sem auxílio de inteligência artificial, e depende também da participação dos candidatos para que estes preencham seus perfis. “É importante a gente fazer esse convite aos candidatos para que eles entrem na plataforma e editem seus perfis com maior quantidade de informações sobre as suas bandeiras e prioridades para quando eleitos a vereadores”, afirmou Szajman.

Entre as novidades que a ferramenta traz a partir deste ano está a possibilidade de os eleitores fazerem o acompanhamento do mandato de representantes eleitos a partir da posse em 2021. A ferramenta está disponível em www.temmeuvoto.org.

Eleições de 2018

De acordo com o coordenador da plataforma, em 2018, 85% dos acessos à plataforma foram feitos nas 24 horas finais que antecederam a votação em primeiro turno. Ao todo a plataforma computou nas últimas eleições ao Legislativo, 1,5 milhão de encontros entre eleitores e candidatos.