A ex-primeira-dama do Paraná Fernanda Richa negou ter participado de crimes apurados pelo Ministério Público na Operação Rádio Patrulha, na qual  foi presa. Ao contrário do marido, o ex-governador Beto Richa, que preferiu se manter em silêncio no dia 14 de setembro, três dias depois de ser preso, Fernanda falou por 40 minutos e atribuiu todas as transações imobiliárias da família ao contador e amigo pessoal Dirceu Pupo, contador que também foi preso na operação.

Os depoimentos foram disponibilizados pelo Gaeco na íntegra nesta segunda-feira (24). O casal foi preso junto a outras 13 pessoas. Todos foram soltos em 15 de setembro, após habeas corpus concedido por Gilmar Mendes.

Fernanda é suspeita de participar da lavagem de dinheiro em um esquema de propina no programa Patrulha do Campo, para recuperação de estradas rurais do estado. De acordo com o ex-deputado estadual Tony Garcia, que delatou o suposto esquema ao Ministério Público, Fernanda teria realizado lavagem de valores ilícitos porque “é responsável pela área imobiliária da família”.

Ao Gaeco, ela disse confiar no contador Dirceu Pupo, suspeito de negociar imóveis em nome da família Richa para lavar o dinheiro do esquema.

“Tenho muita segurança na pessoa do Dirceu. A relação que eu tenho com ele é quase uma relação de pai e filha, porque é ele quem cuida da minha família. Cuida até hoje e cuidará da minha família”, disse Fernanda.

Ela disse ainda que os bens de sua família eram provenientes da herança do pai, o banqueiro Tomas Edison de Andrade Vieira, um dos sócios do banco Bamerindus.  “O Dirceu está conosco desde 77, 78, eu tinha 15 ou 16 anos. Dirceu fazia parte do trabalho do Bamerindus, trabalhava dentro do banco, depois passou a cuidar da empresa do meu pai e depois veio para nós. E cuida da gente até hoje”, explicou.

Veja a íntegra do depoimento de Fernanda:

Depoimento de Beto Richa

O Gaeco também divulgou o vídeo em que Beto Richa ficou diante dos promotores. Ele apenas informou que sempre esteve à disposição do MP e ficou em silêncio:

Assista: