O ex-deputado paranaense Luiz Carlos Caíto Quintana morreu em Balneário Camboriú, no litoral de Santa Catarina, no domingo (13). De acordo com familiares, ele foi vítima de infarto.

Ele chegou a ser levado para o hospital quando passou mal, mas não resistiu. Quintana era do MDB e tinha 72 anos.

A Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) divulgou, na noite de domingo, uma nota de pesar em nome do presidente da Casa, o deputado Ademar Traiano (PSDB).

O governador Ratinho Junior decretou luto oficial no Estado pela morte do ex-deputado.  Em nota, o governo destacou a trajetória política de Quinta e os serviços prestados ao Paraná como parlamentar e como integrante do Governo do Estado.

O MDB, partido ao qual Caíto pertenceu ao longo de toda a carreira política, iniciada em 1972 como vereador, também divulgou nota oficial lamentando o falecimento.

Seu corpo está sendo velado no Cemitério Parque Iguaçu (Barigui), onde será sepultado às 17 horas

Ex-deputado Caíto Quintana. / Foto: Sandro Nascimento/ALEP

Despedida

Em 2018, Caíto tentou concorrer para deputado federal, mas somou apenas 8.299 votos e não se elegeu. Um dia após a derrota, o ex-deputado estadual Caíto Quintana publicou em sua página no Facebook um agradecimento ao amigos e eleitores, em texto e vídeo.

“Passada a eleição é hora de agradecer a todos que confiaram em meu nome nesse pleito tão diferente e tão difícil. Não deu, mas isso não diminui a minha confiança na democracia e a luta que independente de mandato estarei sempre ao lado da população, principalmente dos mais pobres e necessitados.

Que Deus os abençoe e que seus familiares e amigos tenham a Sua proteção e meu eterno agradecimento e amizade. Um grande abraço.
Caito Quintana.”

Assista ao vídeo publicado nesta segunda-feira pelo Blog Contraponto:

 

Perfil

Luiz Carlos Caito Quintana nasceu em 30 de julho de 1946, em Santo Augusto (RS), formado em Direito, veio para o Paraná em 1966, especificamente para Planalto, Sudoeste do Estado, onde exerceu a profissão de tabelião.

Caito disputou sua primeira eleição em 1972, sendo eleito vereador em Planalto, onde exerceu a presidência da Câmara Municipal e da Associação de Vereadores do Sudoeste do Paraná.

Em 1982, Caito Quintana foi eleito pela primeira vez deputado estadual com mais de 30 mil votos e exerceu oito mandatos consecutivos na Assembleia Legislativa.

No Legislativo Paranaense, foi eleito vice-presidente da Alep em 1999, foi líder da bancada do PMDB, participou de diversas comissões permanentes, como a de Constituição e Justiça, a mais importante da Casa, da qual foi Vice-Presidente.

Desde que assumiu seu primeiro mandato, Caito Quintana teve uma atuação de destaque na Assembleia Legislativa: foi relator da Constituição do Paraná, em 1989; presidiu a CPI dos Bingos; criou a Comissão Especial do Mercosul, da qual foi também o presidente, além de apresentar inúmeros projetos, proposições e trabalhos em prol dos municípios que representava.

No Executivo, Caito Quintana foi chefe da Casa Civil em dois governos de Roberto Requião (1991/94 e 2002/06).