Em coletiva para se despedir do cargo de secretário estadual da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost (PSD), além de avaliar sua atuação na pasta, declarou que espera convencer o atual vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel (PSD), a desistir de continuar como vice de Rafael Greca (DEM) na chapa de reeleição municipal. Leprevost deixou a função de secretário na tarde desta quarta-feira (3) e pretende ser lançado pelo partido como pré-candidato à prefeitura da capital paranaense.

Respeitando o prazo da legislação eleitoral, Ney Leprevost se despediu da Secretaria Estadual da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf) para concorrer à prefeitura de Curitiba. Com a desincompatibilização, o ex-secretário retorna à Brasília para reassumir o cargo de Deputado Federal que havia deixado em fevereiro de 2019.

Entretanto, com a chegada de Eduardo Pimentel ao Partido Social Democrático (PSD), o qual Leprevost e Ratinho Jr. também fazem parte, as relações entre os políticos se estreitaram mais ainda. Pimentel deseja fazer parte da chapa de reeleição como vice-prefeito ao lado de Greca e ter apoio do atual governador do estado em uma eleição é de grande importância.

Foto: Marcelo Borges

Quando Pimentel deixou o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) para se filiar ao PSD, Leprevost, em entrevista à Banda B, o criticou alegando que a chegada dele à sigla em um momento de enfrentamento ao coronavírus era “inadequada e inoportuna”, e classificou a movimentação como “politicagem”.

A grande questão por trás deste cenário é que um partido não pode lançar dois candidatos para o mesmo cargo, ou seja, se Pimentel quer continuar ao lado de Greca na chapa de reeleição e Ney Leprevost pretende se candidatar, quem realmente será oficializado pelo partido como concorrente ao cargo?

Questionado pela Banda B sobre o possível apoio de Ratinho Jr. à sua candidatura, o ex-secretário afirmou que o governador tem total autonomia para fazer o que bem entender: “Ele é meu amigo, leal, sincero e muito querido. De minha parte não há nenhum tipo de pressão, minha amizade com o governador está acima de qualquer articulação política”.

Agora, sobre Eduardo Pimentel, Leprevost, além de alegar que a presença do jovem no partido não o incomoda, o elogiou e falou o que espera dele daqui pra frente: “Ele é um bom rapaz, acredito que ele soma muito no PSD e esperamos que, no meio do caminho, consigamos convencê-lo a estar conosco também”.

Trajetória na Secretaria Estadual da Justiça, Trabalho e Família

Durante a coletiva, Ney Leprevost se mostrou bastante contente com o trabalho realizado enquanto esteve à frente da pasta e elogiou os profissionais que estiveram ao seu lado durante esse período entre 12 de fevereiro de 2019 e 03 de junho de 2020. Inclusive, ele destacou alguns dos projetos desenvolvidos no Paraná e elogiou a chefe do Procon-PR, Claudia Silvano.

Conseguimos conduzir a Secretaria de forma muito democrática convivendo com todos os setores da sociedade. Foi um período de muito trabalho e sempre tivemos diálogo transparente, franco e construtivo com todos“, explicou.

Entre os programas mencionados, Leprevost destacou o Paraná Cidadão que, segundo ele, leva serviços públicos a 265 mil paranaenses do interior. Ainda, afirmou que muito foi investido na qualificação profissional dos trabalhadores através das Carretas do Conhecimento: “Cerca de 5 mil pessoas foram qualificadas”, disse. E expôs dados do Programa Luz Fraterna que, de acordo com o ex-secretário, beneficiou 286 mil famílias: “1,9 milhão de faturas de energia elétrica foram isentas de pagamento em 2019”.

E concluiu: “Temos aqui uma gama de realizações, e isso só foi possível graças às forças que Deus deu à toda equipe, às pessoas competentes que estão na Secretaria colaborando conosco, à confiança do governador Ratinho Jr. e aos dedicados servidores da Secretaria de Justiça, Família e Trabalho”.