Faltando 45 dias para as eleições municipais, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pediu que os eleitores escolham candidatos a prefeito e vereador que sejam patriotas e cristãos.

“Vamos caprichar para escolher prefeitos e vereadores. Vamos escolher gente que tenha deus no coração, que tenha na alma o patriotismo e queira de verdade o bem do próximo. Deus pátria e família”, disse o presidente.

As declarações foram dadas nesta quinta-feira (1º) em discurso em um ato oficial do governo federal, no qual foi inaugurado um trecho do Sistema Adutor do Pajeú, na cidade de São José do Egito, sertão de Pernambuco. É a sétima visita do presidente ao Nordeste desde junho.

 

Foto: Vladimir Platonow/Agência Brasil

 

O presidente não falou com a imprensa: “Quando vocês publicarem o que falo, eu falo com vocês”, disse, antes de subir no palco. Em um discurso com seis minutos de duração, Bolsonaro agradeceu a receptividade da população: “Alguns dizem que eu me arrisco. Mas eu confesso, viver sem vocês é morrer”.

Bolsonaro ainda criticou os políticos que determinaram o fechamento do comércio não essencial durante a pandemia do novo coronavírus. E voltou a defender a hidroxicloroquina, remédio sem comprovação científica no combate à Covid-19.

“Quem não acreditou [no remédio], engula agora. Eu não sou médico, mas sou ousado como cabra da peste nordestino. Temos que buscar uma solução para os problemas. Nós buscamos e ela apareceu”.

Ao fazer uma homenagem um ex-praça da Força Expedicionária Brasileira na Segunda Guerra Mundial, o presidente disse defender a democracia: “Como chefe supremo das Forças Armadas, nunca abrirei mão que o meu povo tenha liberdade e democracia. Para quem dizia que eu ia fazer o contrário, estão decepcionados”.

Esta é a sétima viagem de Bolsonaro a um estado da região Nordeste desde junho. Ele já fez visitas a Penaforte (CE), São Raimundo Nonato (PI) e Campo Alegre de Lourdes (BA), São Desidério (BA), Aracaju (SE), Mossoró (RN) e Coremas (PB).

Nesta quinta, Bolsonaro desembarcou no aeroporto de Campina Grande, na Paraíba, onde foi até a área externa para cumprimentar eleitores. Em seguida, embarcou em um helicóptero no qual seguiu para São José do Edito.

Na cidade pernambucana, o presidente caminhou nas ruas abraçado ao senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), líder do governo no Senado. Na sequência, embarcou em um carro e desfilou em carreata pelas ruas da cidade e acenou para a população, em pé, com o tronco para fora do teto solar.

A Adutora do Pajeú recebeu investimentos de R$ 245 milhões do Governo Federal e deve contemplar cerca de 100 mil pessoas quando estiver concluída. A 1° etapa da obra foi inaugurada em 2014, na gestão da presidente Dilma Rousseff (PT).

Na inauguração, o presidente da Embratur, Gilson Machado, cantou uma sequência de músicas de forró, acompanhado de um típico trio nordestino. Chamou Bolsonaro para levantar e dançar, mas o presidente declinou.
Ao cantar a música “Vida de Viajante”, de Luiz Gonzaga, Gilson Machado trocou o verso “E a saudade no coração” por “Bolsonaro no coração”.

Em julho deste ano, netos de Luiz Gonzaga divulgaram uma “nota de nojo” na qual repudiaram o uso de uma música do avô em live do presidente Jair Bolsonaro. Na ocasião, o mesmo Gilson Machado havia tocado a música “Riacho do Navio”.