O domingo (15) é de eleições nas 29 cidades que integram, junto com a capital, a região metropolitana de Curitiba. A Banda B acompanha o pleito em todas elas e percebe que a votação é marcada por alguns pontos de aglomeração e até mesmo santinhos jogados na rua, prática que é proibida pela Justiça Eleitoral.

Em Colombo, santinhos foram encontrados na calçada (Foto: Marcelo Borges/BandaB)

Em Colombo, a Escola Municipal Antonio André Johnson tinha uma fila de “dobrar a esquina” por volta do meio dia. À Banda B, uma eleitora comentou que estava na fila há mais de vinte minutos e nem mesmo havia entrado na escola. “É um absurdo né, tanto falam da pandemia, mas para votar a gente tem que enfrentar isso aqui”, criticou.

No entorno da escola, alguns santinhos de candidatos também foram encontrados.

Na capital Curitiba, eleitores reclamaram de aglomerações nos bairros Boa Vista e Tatuquara. No Colégio Estadual Ermelino de Leão, por exemplo, eleitores reclamaram da demora. “Tem que ter alguém cuidando, são aglomerações muito feias. A gente está em um momento diferente, lógico que tem que cuidar de boca de urna, mas tem que evitar contaminação também”, pediu.

No bairro Boa Vista, aglomeração (Foto: Luiz Ferraz – Banda B)

São José dos Pinhais

Em São José dos Pinhais, nas Faculdades da Industria, a movimentação também era intensa. Wellington da Costa relatou que enfrentou uma votação tranquila. “Foi tudo bem, aqui estão mantendo o distanciamento, mesmo com a escolha difícil do candidato. Espero que o vencedor faça uma boa gestão”, disse.

O capitão Freitas, da Polícia Militar (PM), confirmou que o pleito está tranquilo em São José dos Pinhais. “Obviamente que temos alguns problemas, mas bastante pontuais. São alguns encaminhamentos, mas por coisas tranquilas”, comentou.

Tranquilidade

Em Campo Magro, no Colégio Estadual Jardim Boa Vista, Benedito da Silva contou que a votação estava tranquila pela manhã. “Está tudo bem organizado, votei bem rapidinho”, contou.

Em Fazenda Rio Grande, Erotides Ângelo Nichele, Kelly Schimidt, contou que o colégio tem um grande número de pessoas, mas que a organização foi muito bem feita. “Eu trouxe minha caneta, mantive o distanciamento e acabou ocorrendo tudo bem”,

Em Araucária, no Colégio Hibrain, Daniel Ferreira contou que tudo ocorreu bem para a votação. “Vim cumprir a tabela e está tudo certo”, disse.

Piraquara

Mulher passou mal em Piraquara (Foto: Antônio Nascimento – Banda B)

Em Piraquara, um eleitor precisou ser atendido pelo Samu durante a votação no Colégio João Batista Vera. A suspeita é que o desmaio tenha sido provocado pelo calor que faz sobre a região neste domingo, o que fez ele desmaiar.