O deputado estadual Fernando Francischini foi confirmado, neste sábado (12), como candidato do PSL à Prefeitura de Curitiba. O nome foi homologado durante convenção realizada em evento drive-in, que aconteceu no bairro Santa Felicidade. Entre os partidos que fecharam aliança com o PSL para a disputa está o PSDB.

Reprodução Instagram

Francischini fez críticas a Rafael Greca e defendeu mudanças na gestão municipal. “É preciso olhar para a frente e superar essa velha política, que tenta comprar votos com ilusões, piadinhas de mau gosto, risadinhas que escondem um coração de pedras para os mais pobres. Quem é capaz de vomitar em pobre, é também capaz de enganar muita gente”, disse o agora candidato ao relembrar o episódio que movimentou as eleições de 2016.

Segundo Francischini, a chapa irá expor “as falhas” de Greca durante a gestão. “Vidas curitibanas importam, muito mais do que o asfalto feito com o dinheiro do Governo do Estado. Não gente, não vou brigar por isso, porque asfalto é necessário, mas não pode ser única ação e atuação da prefeitura, e é isso que me parece hoje. O atual prefeito decidiu montar no cavalo preto do asfalto e ele acha que com isso está tudo resolvido. É uma enganação”, afirmou.

Segundo o perfil postado no site da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), Francischini é formado em Direito, com especialização em repressão ao tráfico de drogas e combate à lavagem de dinheiro, delegado licenciado da Polícia Federal, deputado estadual e presidente da Comissão de Constituição e Justiça na Assembleia Legislativa do Paraná. Já foi Oficial do Exército Brasileiro e da Polícia Militar do Paraná, onde comandou a RONE (atualmente, BOPE) e a Companhia de Operações Especiais (COE).

Entre 2008 e 2010, atuou na Secretaria Antidrogas de Curitiba e foi responsável por programas de prevenção ao uso de drogas e de recuperação de crianças e jovens dependentes químicos. De 2010 a 2018, ocupou dois mandatos na Câmara Federal.

Durante o discurso, o candidato do PSL falou que a prioridade será cuidar das pessoas. “Quero pontuar meu compromisso com o cuidado das pessoas, um olhar mais humano aos curitibanos que precisam de solidariedade, porque as vidas curitibanas importam, importam porque precisamos de trabalho e emprego, importam porque queremos melhorar a saúde, a educação, a segurança, a atenção social às pessoas”, disse.

Candidatos confirmados

Além de Francischini, foram confirmados como candidatos à prefeitura até o momento Rafael Greca (DEM), João Guilherme (Novo), Renato Mocelin (PV), Caroline Arns (Podemos) e Letícia Lanz (PSOL). Convenções ainda neste sábado devem confirmar Goura (PDT) e Eloy Casagrande (Rede).