O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) apagou de suas redes sociais uma postagem em que pedia votos para candidatos nas eleições municipais 2020, entre eles Celso Russomanno (Republicanos), candidato a prefeito de São Paulo, e Marcelo Crivella (Republicanos), no Rio de Janeiro.

(Foto: EBC)

 

Bolsonaro havia publicado em suas redes sociais na tarde deste sábado (14), véspera das eleições, pedido de votos para 13 candidatos: para uma candidata ao Senado pelo Mato Grosso – eleição especial para preencher mandato vago – sete prefeitos e cinco vereadores.

O início da apuração na cidade de São Paulo coloca Russomanno na quarta colocação, atrás de Bruno Covas (PSDB), Guilherme Boulos (PSOL) e Márcio França (PSB).

Com menos de 10% da apuração no Rio de Janeiro, Crivella aparece na segunda colocação, o que significa que pode disputar o segundo turno das eleições.

Dentre os vereadores, Bolsonaro havia pedido nas suas redes sociais para a Walderice Santos da Conceição. A Folha de S.Paulo mostrou que Wal do Açaí era funcionária fantasma do gabinete do então deputado federal Jair Bolsonaro.

Com quase 5% da apuração em Angra dos Reis, Wal do Açaí tem apenas seis votos.
A reportagem questionou a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto sobre os motivos que levaram o presidente a apagar sua postagem. Não houve retorno.