Por Caio Sartori e Daniel Bramatti
Bruno Covas tenta reeleição em SP – Foto Divulgação

Além de mostrar o crescimento de seis pontos do prefeito Bruno Covas (PSDB), que agora tem 32% das intenções de voto, a nova pesquisa Ibope/TV Globo/Estadão traz ainda números favoráveis ao tucano nas simulações de segundo turno. Ele venceria em todos os cenários considerados pelo levantamento, com mais folga contra Guilherme Boulos (PSOL) ou Celso Russomanno (Republicanos).

O adversário mais competitivo em cenário de um hipotético segundo turno é Márcio França (PSB). Mesmo assim, Covas aparece com 17 pontos de diferença: 47%, contra 30% do ex-governador. Haveria ainda 15% de votos brancos ou nulos; 8% não sabem em quem votariam ou não responderam.

Contra Boulos, que aparece numericamente em segundo na pesquisa, com 13%, Covas teria em um eventual confronto direto mais que o dobro dos votos: 52% contra 24%, enquanto 16% dizem votar branco ou nulo e 8% não responderam.

Se fosse Russomanno o adversário do tucano, a vantagem seria até um pouco mais larga – o candidato do presidente Jair Bolsonaro, portanto, seria hoje o rival mais fácil para Covas no segundo turno. O prefeito teria 54% dos votos, ante 22% do deputado federal; 18% afirmam que votariam branco ou nulo, e 7% não responderam.

O Ibope também simulou alguns cenários de segundo turno sem a presença de Covas. Nestes casos, França teria ampla vantagem sobre Boulos e Russomanno: do primeiro, ganharia por 45% a 24%; e do segundo, por 45% a 27%.

Expectativa

Independentemente de opção de voto, a maioria dos eleitores paulistanos (54%) acha que Covas será reeleito para o cargo. O candidato que aparece em segundo no quesito expectativa de vitória é Russomanno, com 12%. Para 7% dos entrevistados, Márcio França será o novo prefeito. Para 5%, será Boulos.

A pesquisa ouviu 1.204 eleitores entre 7 e 9 de novembro. As entrevistas foram realizadas de forma presencial – por causa da pandemia de covid-19, a equipe do Ibope usou equipamentos para proteção. O nível de confiança utilizado é de 95% – probabilidade de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerada a margem de erro de três pontos. O levantamento foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral sob o protocolo SP 017164/2020.