O presidente Jair Bolsonaro debochou, na noite desta quinta-feira (24), durante live transmitida pelas redes sociais, do diagnóstico de covid-19 na alta cúpula do Supremo Tribunal Federal (STF) e outras jurisdições que estiveram na posse do ministro Luiz Fux. Com diagnóstico positivo da ministra Carmén Lúcia na última terça-feira (22), já são nove autoridades infectadas.

Bolsonaro ao lado do ministro Salles em live pelo Facebook nesta quinta-feira (24)

Ao lado do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, o chefe do Executivo questionou se o mesmo já havia sido infectado pelo vírus. Salles, então, respondeu que é um dos poucos ministros que não teve a doença. Bolsonaro comentou, em seguida:

“Não vou rogar praga, não, mas você vai pegar, se é que já não pegou. Não vou falar nome aqui, mas a alta cúpula do poder em Brasília, alguns executivos do Judiciário, bastante, do Legislativo, também, máscara 24 horas por dia, dormir com máscara, cumprimenta assim [imita com o cotovelo e ri] pegaram o vírus agora. Não adianta. Isso aí é o que eu falava lá atrás. É tomar cuidado, quem tem comorbidade, esperando uma vacina um remédio comprovado cientificamente, mas não adianta, vai acabar pegando. Um dia vai ter que sair da toca e vai acabar pegando o vírus. Como enfrentar o vírus? Com vitamina D”, sugeriu.

O que o presidente não comentou é que muitas autoridades justamente tiraram as máscaras para aparecerem em fotos e cumprimentarem os presentes.

A ministra Cármen Lúcia teve febres, mas não apresentou sintomas graves e cumpre isolamento em sua casa em Minas Gerais. Antes, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, havia sido também diagnosticado com o novo coronavírus no último dia 18.