O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (1º) que o Brasil precisa ter as Forças Armadas preparadas para proteger a Amazônia. O chefe do Executivo fez o comentário durante sua live semanal nas redes sociais após comentar o debate entre Donald Trump e Joe Biden, candidatos à Presidência dos Estados Unidos.

Foto: Isac Nóbrega/PR

 

Bolsonaro é aliado de Trump e criticou a afirmação de Biden de que pode impor sanções ao Brasil caso seja eleito devido às queimadas na floresta amazônica. “Ele (Biden) está querendo, parece, romper o relacionamento com o Brasil por conta da Amazônia. Sabemos que alguns países do mundo têm interesse na Amazônia. E nós temos que fazer o que? Dissuadi-los disso. E como você faz a dissuasão disso? Ter Forças Armadas preparadas”, disse.

Bolsonaro afirmou que “lamenta” a declaração do candidato do partido Democrata de que pretende conseguir U$S 20 bilhões para proteger a floresta das queimadas.

O presidente disse que restabeleceu uma relação saudável com os EUA que não existia nos antigos governos, mas reconheceu que a pandemia do novo coronavírus “atrasou outros projetos” que o Brasil tinha com o governo americano.

Ao comentar as declarações de Biden, Bolsonaro ressaltou que tem investido nas Forças Armadas. Ele aproveitou para criticar os ataques recebidos por ter cogitado dar orçamento maior ao Ministério da Defesa em relação ao da Educação em 2021.

“A Defesa vai gastar mais do que Educação.” É o tempo todo essas besteiras. Não interessa se vai gastar mais ou vai gastar menos, tem que atingir seu objetivo. Por que se um dia algum país, alguma potência, resolver fazer uma besteira contra o Brasil, a gente vai fazer o que? Vai fazer o quê?”, argumentou.

No debate, Biden disse que pretende unir países de todo o mundo para transferir US$ 20 bilhões ao Brasil a fim de preservar o bioma. “As florestas tropicais do Brasil estão sendo destruídas. Mais carbono é absorvido naquela floresta do que é emitido pelos Estados Unidos. Vou garantir que vários países se juntem e digam [ao Brasil]: ‘Aqui estão US$ 20 bilhões. Parem de destruir a floresta'”, disse.

O candidato americano ainda ameaçou o Brasil de receber sanções internacionais O democrata declarou ainda que pode impor sanções ao Brasil caso o problema não seja sanado.

“E se vocês [Brasil] não pararem [de destruir a floresta], sofrerão significativas consequências econômicas”, continuou Biden.
Trump, por sua vez, não comentou o tema.